Tendências de Marketing Digital para 2017

18 Tendências de Marketing Digital para 2017

 

O novo marketing está revolucionando o mercado. Alguém ainda duvida disso?

Porém, você realmente acredita que as estratégias para atuar com sucesso no mundo online, que evolui constantemente, serão sempre as mesmas?

Certamente que não.

Toda empresa tem o dever de se manter atualizada, sempre prestando atenção nas novas tendências.

Curso Online de Mídias Sociais

Marketing Digital 2017 Tendências de Marketing Tendências de Marketing Digital para 2017

 

Portanto, se você não quer ver seu negócio sumindo da internet em alguns anos, fique atento à essas tendências para o futuro do marketing.

  1. Storytelling já é uma ferramenta importantíssima do novo marketing, porém seu foco irá mudar um pouco, sendo muito mais que a apresentação de um estudo de caso de uma empresa ou do mercado.
  1. Apenas produzir conteúdo, sem uma estratégia, sem levar em conta a persona e apenas para preencher um calendário editorial de postagens está com os dias contados. O público está mais exigente e para engajá-los o storytelling será fundamental.
  1. Storytelling em vídeo. A maioria dos vídeos online usados por empresas são comerciais de TV adaptados para a internet (ou nem isso). Uma mudança para vídeos feitos para web começará a acontecer e não como comerciais, mas como histórias, curtas ou longas.
  1. Conteúdos visuais: o consumo de conteúdo visual só cresce a cada ano e assim continuará a ser. Os vídeos serão responsáveis por 69% de todo o material consumido na internet e vídeos virais serão substituídos por materiais mais bem produzidos.
  1. As transmissões ao vivo, como no YouTube, Facebook e Instagram continuarão crescendo em popularidade, tanto para apresentar tutoriais, lançamentos de produtos e claro, conteúdo.
  1. Marketing com propósito: qual o impacto positivo que seu conteúdo e seu negócio tem para seus consumidores? Para o mercado? Ou até para o mundo? O conteúdo precisa ser mais que uma ferramenta de venda, precisa informar, educar e conectar.
  1. Demanda por conteúdo interativo, como quizzes, só cresce e são instrumentos bastante eficientes para manter a atenção dos visitantes por mais tempo.
  1. Influenciadores digitais: certamente os influenciadores digitais estão no auge desde o ano passado e as empresas estão aumentando cada vez mais seus orçamentos para usar neste tipo de ação.
  1. O poder dos pequenos: se os influenciadores estão em alta, os mega-influenciadores talvez nem tanto. Algumas marcas estão preferindo trabalhar 20 micro-influenciadores do que apenas um, pois assim conseguem atingir um nicho de mercado e um público mais engajado, dando mais autenticidade à sua marca.
  1. A habilidade da escrita: Apesar dos conteúdos visuais serem os preferidos dos internautas, a maior parte da nossa comunicação começa com a escrita e o storytelling. Ou seja, até para um bom vídeo ainda é preciso um excelente roteiro.
  1. Aumento da importância do e-mail: se o e-mail irá acabar um dia, certamente não será agora. Com as constantes modificações de algoritmos das principais , mais empresas e até influenciadores irão recorrer ao e-mail.
  1. Automação de e-mail marketing: ainda hoje poucas empresas utilizam a automação de processos de , e o e-mail é um deles. Mas esse cenário irá começar a mudar em breve.
  1. O uso de push notifications irá diminuir e até desaparecer. Filtros como Ad Blockers estão cada vez mais populares, tornando mais difícil alcançar o público com pop-ups, banners e notificações na tela do usuário.
  1. Publicidade Nativa: os pushs serão substituídos por native advertising, que são artigos ou outros conteúdos pagos (e identificados como anúncio) inseridos no meio do conteúdo de outro blog, site ou rede social
  1. Foco na divulgação do conteúdo: aos poucos a proporção, 80% produção de conteúdo e 20% divulgação está se invertendo, pois com o aumento de publicações na internet, ganhar destaque 100% orgânico ficará mais e mais difícil.
  1. Aumento da insatisfação com as entregas de conteúdos pelas redes sociais: tudo indica que teremos mais anúncios do que tráfego orgânico nas mídias sociais, resultando em uma migração natural de investimento em plataformas próprias, como o blog.
  1. Mobile cada vez mais em alta: finalmente o tráfego vindo de dispositivos mobile está ultrapassando os desktops e a tendência é só aumentar, especialmente em países onde a internet banda móvel ainda está em fase de desenvolvimento.
  1. Times especializados na produção de conteúdo: um plano de maravilhoso sem um processo de trabalho bem definido e uma equipe criativa e talentosa, não servirá para absolutamente nada.
LEIA TAMBÉM:  Como Criar Aplicativos de Smartphone e Tablet em 5 Minutos

Tudo isso que você viu até aqui é apenas uma pequena parte de tudo que representa a verdadeira Revolução do Conteúdo.

Temos muito mais pela frente! Portanto, se você quer aprender a criar conteúdos extraordinários que fascinam, geram autoridade instantânea e são a ponte perfeita que ligam sua audiência aos seus produtos e serviços, cadastre-se para receber o nosso newsletter agora mesmo.

 

Avalie a importância deste artigo! Vote!
[Total: 5 | Média: 5]

Ben Popov

Consultor de Marketing Digital e Marketing de Rede com mais de 15 anos de experiência. Fundador da AulaPlus – Marketing Digital e BlasterPhone Telecomunicações. Ben é “importado” da Bulgária e mora no Brasil desde 2000.

Deixe um comentário

2 Comentários em "18 Tendências de Marketing Digital para 2017"

Notificar sobre
avatar
Ordenar por:   os mais novos | os mais antigos | mais votados
Ricardo Gimenez
Visitante

Mais um texto Fantástico!! Muuuuuito instrutivo!!

wpDiscuz