como-criar-um-blog-wordpress-em-5-passos

Como Criar um Blog WordPress em 5 Passos Simples

Avalie a importância deste artigo! Vote!
[Total: 14 | Média: 4.3]

 

Os blogs são o novo site de escolha na Internet. Anteriormente existiam somente sites estáticos. Porem, sites estáticos mostram a mesma informação a todos os utilizadores sem nenhuma interação ou mudança dinâmica na página.

Mas, eu preciso ter um site? E um blog? Sim! Você precisa ter um site, junto com um blog.

Porque?: Porque, um site e nada é quase a mesma coisa. O que adianta você ter um site estático, que não se movimenta, não tem conteúdo novo? O usuário entra uma vez, pode até voltar uma segunda vez, mas não volta uma terceira.

Seu site é o seu ponto físico na internet, é onde todos te encontrarão e o único lugar que você tem domínio e pode fazer o que quiser. Você não pode depender apenas do ou YouTube, porque se algum dia eles te bloqueiam, você perde tudo. Agora se você tem um site e uma lista de clientes, você tem um negócio sólido.

Sites estáticos são considerados Web 1.0 e são difíceis de gerenciar quando ficam grandes e é igualmente difícil mantê-los atualizados.

Os blogs, porem, são “amigos” da cache e são rápidos e fáceis de montar. A maioria das pessoas mudaram-se para as páginas dinâmicas de blogs, que podem ser atualizadas durante todo o dia.

Curso de WordPress – Instalação, Configurações, Temas, Widgets, Plugins, SEO e Comércio Eletrônico!

Como Criar um Blog WordPress em 5 Passos Simples

 

O índice ou mapa do site atualiza-se automaticamente à medida que a informação é adicionada ao site e algumas plataformas de blog como o até notificam os motores de busca e outros sites Web 2.0 que alguma coisa mudou.

Devido a isso, as plataformas de blogging tornaram-se o formato ideal e mais popular para construir websites atualmente.

A melhor opção para criar um blog profissional é usar a plataforma WordPress com domínio próprio.

Apesar de os nomes serem parecidos, há diferenças consideráveis entre o WordPress.org e o WordPress.com.

O WordPress.org é uma plataforma de publicação online criada pela empresa Automattic. É uma plataforma open source disponível para download gratuito, onde o usuário pode livremente fazer quantas modificações quiser. Mas, para isso, você precisa de um servidor próprio para instalar o CMS e seguir alguns passos a mais para configurar. É sobre isso que falaremos nesse tutorial e esse método que usaremos para ensinar a você como fazer um blog.

O WordPress.com é um local onde você pode hospedar seu próprio site gratuitamente sem a necessidade de instalações. É uma forma muito mais intuitiva e fácil de criar um blog. Porém, junto a isso vêm algumas limitações, como o domínio que vem acompanhado de “wordpress.com”. Exemplo: http://resultadosdigitais.wordpress.com. Até é possível ter um domínio personalizado, sem o “wordpress”, porém é preciso pagar por isso.

Confira o quadro comparativo abaixo:

WordPress ORG vs WordPress COM

 

Resumindo: No WordPress.org você precisa fazer tudo praticamente sozinho, porém tem muitas possibilidades de customização. Já no WordPress.com, você tem como montar um blog de maneira muito mais simples e rápida, mas não poderá realizar todas as modificações que você precisa.

Uma pesquisa recente revela que mais de 59% dos sites que usam gerenciador de conteúdo usam o WordPress e 26,2% dos sites do mundo utilizam WordPress.

O WordPress é uma ferramenta poderosa em quesito de manutenção e criação de site. Uma maneira fácil e rápida de gerar, inserir e formatar texto para seu site ou blog.

Foi considerada atualmente a melhor e mais popular plataforma de postagem no mundo de criação de sites, pois é dinâmico e pode ser utilizado por quem não entende de programação, sendo uma de suas grandes vantagens.

Possui uma instalação fácil e recebe automaticamente avisos de quando uma nova versão está disponível, tornando assim um sistema interativo com o seu usuário.

Por ter uma grande praticidade na sua edição ou publicação de textos, também possui o salvamento automático, permitindo assim revisão e a recuperação de conteúdo.

Evonline

Vamos ver então como criar um blog WordPress profissional em 5 passos:

Passo #1: Definir o Objetivo e o seu Publico

Antes de criar o seu blog você precisa primeiro pensar em seu objetivo e público.

Qual seria o objetivo desse blog?

Qual o assunto em geral que você vai discutir e escrever sobre?

Qual seria o público desse blog – o consumidor final, os empreendedores, as empresas?

LEIA TAMBÉM:  Os 25 Melhores Plugins WordPress Para O Seu Blog Em 2017

Isso é muito importante porque você precisa focar num assunto que conhece, gosta e domina ou quer aprender.

Vamos ver alguns exemplos. Vamos supor que você quer criar um blog sobre pets.

Você vai ter 2 opções:

– Criar um blog sobre uma categoria de pets especifica, exemplo – um blog sobre cachorros,

Ou

– Criar um blog sobre pets em geral e escrever sobre cachorros, gatos, peixes, coelhos, etc. separando esses assuntos em categorias

Obviamente, você pode escolher qualquer dessas opções, mas a segunda vai exigir muito mais conhecimento, tempo e esforço.

A segunda consideração é o seu público-alvo.

Usando o exemplo do blog sobre os pets, você precisaria decidir qual seria o público dele – as pessoas que tem pets ou as empresas que comercializam pets ou produtos/serviços para pets.

Sabendo para quem você vai escrever ajudará muito na criação de um conteúdo de qualidade e alto impacto.

Outro benefício é que um blog com objetivo e público-alvo bem definido vai ranquear melhor nos motores de busca – Google, Bing, Yahoo, etc.

Apesar de usar um algoritmo inteligente os motores de busca ainda precisam sinais claros sobre o conteúdo e o objetivo de um blog quando decidem de mostrar os resultados de uma pesquisa.

Por ultimo, você pode querer fazer uma pesquisa na internet e ver quantos blogs existem sobre o tema que você escolheu.

Se você não vê muitos blogs sobre o tema, você provavelmente terá uma boa chance de conseguir uma boa quantidade de acessos ao seu blog.

Se você pesquisar e encontrar uma boa quantidade de blogs sobre esse tema, você provavelmente vai querer mudar de tema dado as chances das pessoas irem visitar o seu blog não sejam muitas se eles já estiverem a ler outro blog sobre o mesmo tema.

Se você não encontrar blogs sobre o tema quando fizer a procura, há boas hipóteses de você ter um nicho de mercado que só você irá escrever sobre, e todo o tráfego do blog vai ser direcionado só para seu blog.

 

Passo #2: Escolher o Domínio e a Hospedagem

Após definir claramente o objetivo e o público do seu blog, você precisara escolher o nome do domínio dele e onde hospedar.

Possuir um website é muito parecido com possuir uma casa ou empresa. O nome de domínio é o endereço, e a hospedagem é o lote ou a propriedade onde o edifício (website) é colocado.

Milhões de pessoas em todo o mundo estão usando a Internet diariamente e cada vez mais empresas e indivíduos estão criando os seus próprios sites na internet.

Se você não conhece as capacidades da Internet, existe um primeiro passo inicial que você vai dar antes de postar a sua página recém-criada.

Para ter um site na Internet que é encontrado, você terá que escolher e registar um nome de domínio para o seu site.

Você precisa registar o seu nome de domínio pelo mesmo motivo que regista o nome da sua empresa – para que ninguém possa ter o mesmo nome e identidade na Internet.

Primeiro, você terá que encontrar um domínio disponível e que transmita a mensagem da sua empresa efetivamente e poderosamente, provavelmente o nome da empresa.

Em seguida, você terá de registar o domínio, pagando uma taxa e, e depois disso o domínio será seu durante o tempo que a taxa cobre.

É sempre melhor escolher um domínio com nome sugestivo de acordo com o assunto do seu blog. Um nome curto e sugestivo também ajudará as pessoas a achar e visitar o seu blog mesmo se for pela primeira vez após uma recomendação dos amigos ou colegas.

Os domínios .com ou .com.br são normalmente mais adequados para um blog em geral, mas você pode usar qualquer extensão se achar mais apropriada para o seu projeto em particular.

Um dos melhores serviços, que eu uso e recomendo, para pesquisar e comprar o seu domínio é o GoDaddy.

Após comprar o domínio você precisará redirecionar ele para o seu serviço de hospedagem alterando os servidores DNS via  painel de controle do GoDaddy. Os nomes desses servidores são fornecidos pelo próprio serviço de hospedagem. Se você decidir usar o GoDaddy para hospedar o seu domínio, não precisará alterar esses dados, eles já estarão configurados automaticamente.

LEIA TAMBÉM:  Gerador de Artigos: Como Gerar Tráfego com Marketing de Conteúdo

O próximo passo seria escolher o serviço de hospedagem onde o seu blog vai ser instalado.

Nove em cada dez casos quando você se inscrever para uma conta de hospedagem, que é o que você vai precisar para estacionar o seu site na internet, eles vão oferecer a possibilidade de registrar um nome de domínio por um período de um ano.

Escolher uma boa hospedagem é muito importante! Uma hospedagem ruim com suporte inadequado pode prejudicar a presença e a performance do seu blog na internet.

Eu tenho vários blogs hospedados no Hostgator já faz muitos anos e estou muito feliz com os serviços deles, os servidores de alto desempenho e o suporte profissional 24/7.

 

Passo #3: Instalar e Configurar a WordPress

O próximo passo seria instalar e configurar o seu blog WordPress.

A maioria dos serviços da hospedagem, inclusive o GoDaddy e o Hostgator, já oferecem tudo para instalar a última versão da WordPress com apenas alguns cliques.

Porém, se por acaso você precisa instalar a WordPress por conta própria, aqui está a última versão para baixar.

Após a instalação, basta entrar no painel de controle da WordPress e fazer as configurações básicas da leitura, escrita, aparência, etc.

Para concluir esse passo você tem que fazer mais duas coisas – escolher o tema e instalar alguns plugins para melhorar a segurança e a performance do seu blog.

O tema, ou seja, a aparência do seu blog é muito importante por duas razoes: estética e performance.

Um tema bonito e atraente vai capturar a atenção inicial dos seus leitores, depois disso é o seu conteúdo interessante e útil que vai manter eles no seu blog.

Lembre-se que você tem 3-4 segundos para capturar a atenção inicial de um visitante do seu blog. Se ele sair por causa de um tema feio e mal organizado, ele nunca irá ler e apreciar o seu conteúdo, não importa qual a qualidade e valor dele.

Um tema moderno normalmente está otimizado para os motores de busca, tem design responsivo, etc. que são fatores muito importantes para um desempenho melhor na internet.

No repositório da WordPress tem milhares de temas gratuitos, mas se você quiser ter um tema bonito e otimizado eu recomendo Centive One ou Centive Avante – ambos perfeitos para um blog WordPress profissional.

Outra opção é o site ThemeForest que oferece uma enorme coleção de mais de 27.000 temas WordPress para qualquer tipo de blog e mercado.

Com o tema pronto, você já pode começar a instalação e configuração de alguns plugins para garantir a segurança e a performance do seu blog.

Você que está começando a utilizar a WordPress, talvez não saiba as inúmeras possibilidades que essa incrível ferramenta permite. A WordPress possui uma série de componentes adicionais, os chamados plugins, que quando são bem combinados e bem utilizados deixam o seu site turbinado. Seu uso é de extrema importância para ajudar a configurar o seu site a se comportar da maneira ideal que você deseja.

Eu escrevi um artigo sobre os melhores plugins WordPress para o seu blog que você pode acessar e ler aqui.

 

Passo #4: Criar Conteúdo para o Blog

Esse passo na verdade é um processo contínuo. O sucesso do seu blog vai depender da qualidade de conteúdo que você vai criando e oferecendo para o seu público.

É muito importante que você mantenha o conteúdo do blog completamente original. Você vai perder credibilidade se você estiver apenas a copiar e colar o conteúdo de outro blog ou recurso.

Ao manter o seu blog original, você vai ter certeza de que as pessoas vão voltar a ler o seu blog novamente dado que eles vão ter certeza da sua sinceridade e originalidade.

Você também será capaz de conseguir mais anunciantes num blog original. Há também uma hipótese de você ter problemas se você estiver a plagiar conteúdo do blog de outra pessoa.

Então, ao manter o seu blog original, você vai assegurar um blog de sucesso e legal que lhe poderá render um rendimento extra.

Existem 5 tipos de conteúdo principais, vamos ver quais são e como usá-los.

– Artigos/Posts: Esse seria o tipo de conteúdo principal do seu blog. São textos escritos e normalmente seguem os seguintes formatos: “Como…fazer, criar, instalar, etc.”, “Lista”, “Avaliação”, “Opinião” e “Entrevista”.

Se tem um post muito longo que você quer fazer, você pode dividi-lo em três ou quatro secções e, em seguida, os leitores vão querer voltar para ver o que as partes seguintes lhes vão contar.

LEIA TAMBÉM:  Como Aumentar O Trafego Do Blog Com AMP (Accelerated Mobile Pages)

Você pode deixá-los pendurados com um final inacabado que vai fazê-los querer voltar para ver o que você vai escrever a seguir.

Alternativamente, se o seu blog é um “como” ou blog instrutivo, você poderá postar um passo de cada vez.

Ao fazer isso vai quase forçar os seus leitores a voltar para obter mais instruções a partir do seu blog.

Uma nota aqui porém, não leve muito tempo entre os conjuntos de instruções porque os leitores podem ficar frustrados se tiverem que esperar muito tempo até o próximo passo ser publicado.

Você quer mantê-los interessados, mas se você demorar muito, eles podem simplesmente ficar aborrecidos.

Recentemente escrevi um post sobre como criar conteúdo de qualidade onde estou falando com detalhes sobre cada um tipo de artigos. Você pode acessar e ler o post aqui.

– Infográficos: Os infográficos são extremamente populares e geram muitas visitas e engajamento.

Um infográfico bem-feito pode trazer milhares de visitas para o seu blog, através de compartilhamentos, por um longo tempo.

Umas das melhoras ferramentas online para criar infográficos são VismeCanva e Piktochart.

– Imagens: Você pode usar imagens e screenshots para ilustrar e complementar as ideias discutidas nos seus artigos. As imagens tem a vantagem de oferecer uma percepção visual mais rápida que um texto e captar a atenção dos leitores por mais tempo.

Existem muitos sites para baixar imagens de qualidade grátis, exemplo Pixabay, e outros para editar as imagens online, como Canva.

– Vídeos: Os vídeos, sem dúvida, são o conteúdo que mais gera engajamento e compartilhamentos. Porém, os vídeos também são o conteúdo que dá mais trabalho para criar e por isso nem todos blogueiros usam.

Felizmente, existem sites como PowToon que oferecem ferramentas online para criar vídeos divertidos e bonitos de uma maneira rápida e fácil.

– PDF: Oferecendo uma versão PDF dos seus artigos para os leitores do seu blog é uma forma excelente de espalhar o seu conteúdo pela internet.

Para fazer isso você pode instalar um plugin que cria PDFs dos seus posts automaticamente, como HTML to PDF, ou criar PDFs manualmente e hospedá-los na Slideshare, por exemplo.

 

Passo #5: Divulgação nas Mídias Sociais

O Princípio de Pareto (A Lei das 80/20) é extremamente valido quando falamos sobre a relação entre as duas atividades: Criar o Conteúdo e Divulgar o Conteúdo.

Ou seja, você tem que dedicar 20% do seu tempo criando conteúdo de qualidade e 80% divulgando esse conteúdo, principalmente nas como Facebook, Twitter e LinkedIn.

Esse é um trabalho manual e que pode demandar um pouco de tempo mas que fará toda diferença e evitará o desperdício de tempo futuro.

Em alguns casos o seu público pode estar em todas as redes sociais. Nesse caso, você deve lidar com aquela que você acha que será mais capaz de gerar resultados. Com o passar dos meses, você será capaz de administrar todas elas – mas opte por começar com apenas uma.

E claro, a divulgação tem que ser feita do jeito sutil e elegante, sem fazer SPAM nem postar em frequência excessiva.

Lembre-se sempre do seguinte: Quando falamos em tráfego orgânico poupamos dinheiro mas investimos tempo (muito tempo).

Você pode postar os seus artigos manualmente ou usar um plugin WordPress, por exemplo Facebook Schedule Auto Post, para fazer esse trabalho do jeito automático.

Todas essas opções vão te dar resultados mas nenhuma será “do dia para noite”. Como disse anteriormente, você precisa dedicar tempo ao invés de dinheiro. Comece a trabalhar hoje para colher os frutos nos próximos dias ou semanas (em alguns casos, meses). O importante é fazer.

 

Conclusão:

Seguindo os 5 passos nesse artigo você poderá criar um blog WordPress profissional, otimizado e configurado em 24-48 horas.

Depois é só continuar criando conteúdo de qualidade e divulgando nas redes sociais para conseguir cada vez mais visitas e clientes em potencial.

Sucesso!

 

Ben Popov

Consultor de Marketing Digital e Marketing de Rede com mais de 15 anos de experiência. Fundador da AulaPlus - Marketing Digital e BlasterPhone Telecomunicações. Ben é "importado" da Bulgária e mora no Brasil desde 2000.

Deixe um comentário

1 Comentário em "Como Criar um Blog WordPress em 5 Passos Simples"

Notificar sobre
avatar
Ordenar por:   os mais novos | os mais antigos | mais votados
wpDiscuz