6 Erros Graves de E-mail Marketing que Vão Acabar com Seu Negocio

6 Erros Graves de E-mail Marketing que Vão Acabar com Seu Negocio

Avalie a importância deste artigo! Vote!
[Total: 9 | Média: 5]

 

O continua sendo uma das ferramentas de mais poderosas em 2016. Porém, empreendedores individuais, pequenas, médias e até grandes empresas continuam cometendo os mesmos erros de anos atrás.

Neste artigo vamos discutir 6 erros graves de e-mail marketing que se você está cometendo podem acabar com seu negócio.

Mas, antes disso vamos ver 7 estatísticas que provam o poder e o potencial de e-mail marketing em 2016:

1. É esperado que o número de contas de e-mail alcance 4,3 bilhões no final de 2016
2. Funcionários de empresas passam, em média, 13 horas da sua jornada semanal de trabalho verificando sua caixa de entrada
3. 92% dos adultos presentes online utilizam e-mail, sendo que 61% deles utilizam diariamente
4. 76% dos profissionais de marketing observam crescimento constante na sua base de e-mails
5. A média global de e-mails enviados todo mês é de 1,38 milhões
6. 12% dos usuários de e-mail possuem caixas de entrada separadas para uso pessoal e profissional
7. 72% dos consumidores escolhem e-mail como o melhor canal para receber comunicações de empresas e marcas

Marketing de Conteúdo

Vamos ver então quais são os 6 erros graves de E-mail Marketing:

Erro #1: Usar provedores de e-mail gratuitos – Gmail, Hotmail, Yahoo, etc.

Vamos supor que você já tem uma lista de contatos construída legalmente e você está pronto para começar a enviar e-mails para os seus clientes ou parceiros em potencial.

Porém, ao invés de contratar um provedor de e-mail marketing especializado, você decide usar sua conta pessoal do Gmail, Hotmail, Yahoo, etc. É mais fácil e barato, certo? ERRADO!

Por que não deve usar um endereço de e-mail pessoal:

– O e-mail pessoal é exatamente o que o nome sugere – pessoal. Muitos provedores gratuitos, inclusive Gmail, Hotmail e Yahoo não permitem o envio de e-mails em massa justamente por causa disso. Os provedores limitam o número de contatos para qual você pode enviar e-mails justamente porque esse serviço tem outra finalidade – ser usado para uso pessoal e não comercial.

LEIA TAMBÉM:  E-Mail Marketing: Como Criar e Enviar Newsletters

– O e-mail pessoal não fornece nenhum tipo de relatório – você não vai poder ver quem e quando abriu ou não seu e-mail, se ele clicou ou não no seu link, e muito mais que um provedor de e-mail marketing profissional disponibiliza.

– O e-mail pessoal não tem ferramentas de segmentação ou automatização, como por exemplo, envio de e-mails em sequência agendada, etc.

– Enviar um e-mail de um provedor gratuito não ajuda em nada na sua credibilidade, mas isso é tudo que você tem na internet. Ou seja, o que o cliente ou seu futuro parceiro vai pensar de você se receber um e-mail do seu Gmail? Só uma coisa – que você não tem recursos para ter um domínio, site e e-mail profissional, ou seja, que você não pode ser levado a sério.

– O e-mail pessoal dificilmente permite esconder os nomes ou os endereços dos recipientes. Enviando um e-mail em massa vai revelar “todos para todos” na sua lista. Há 2 problemas com isso – o primeiro é que qualquer um pode roubar os seus contatos e o segundo é que as pessoas na sua lista vão se sentir abordadas “em massa”, ou seja, não tratados exclusivamente. Você gostaria de se sentir parte de uma multidão ou preferiria ser tratado com exclusividade? Pense nisso.

Qual a Solução

Contratar um provedor de e-mail profissional que tem todas as ferramentas necessárias. Eu uso e recomendo MailerLite (disponível em português também). MailerLite é gratuito e ilimitado se você tem uma lista de até 1000 contatos.

 

Erro #2: Enviar e-mails de um outro nome

Isso também acontece e sempre achei muito estranho. O efeito é negativo de qualquer jeito, mas tem também uma parte engraçada nisso.

Um exemplo: Na semana passada recebi um SPAM e-mail enviado em nome de Daniel, porém quando abri o e-mail estava assinado por Marcela.

Aí vão os meus pensamentos:

– Será que essa Marcela roubou o acesso de e-mail do Daniel e está usando a conta dele para enviar SPAM?

LEIA TAMBÉM:  Vídeo E-mail: Porque Você Deve Usar Vídeo no E-mail

– Será que esse Daniel mudou o sexo, agora se chama Marcela e esqueceu de trocar o nome do proprietário da conta?

– Ou será que Daniel e Marcela é um casal preguiçoso e incompetente que nem sabe como criar mais uma conta no Gmail para separar as personalidades deles?

Vou parar por aqui, pois não tenho ideia porque alguém iria enviar um e-mail sobre negócios de um nome, mas assinado com outro. De qualquer jeito, esse tipo de e-mail vai para a lixeira imediatamente.

Qual a Solução

Sempre assinar e enviar e-mails com seu próprio nome ou com o nome da sua empresa ou negócio.

 

Erro #3: Fazer SPAM – Enviar e-mails indesejados

Esse é um dos piores erros. Vou explicar porque. Estamos no ano 2016, certo? As pessoas têm experiência com e-mails já há mais de 20 anos. No começo, cerca 1997-98, o SPAM funcionava. Bastava comprar uma lista de alguns milhões de contatos, contratar um serviço dedicado de e-mail marketing e começar a bombear as pessoas com ofertas.

Só que em 2016 isso não funciona mais. As pessoas já têm experiência e informações. Elas também querem ser tratadas com exclusividade e respeito. O que funciona em 2016 é o inbound marketing, ou seja, o marketing personalizado e segmentado.

O único resultado do SPAM é perder a sua reputação, ter sua conta de e-mail fechada e com certeza não fazer nenhuma venda.

Qual a Solução

Construir uma lista de contatos legítima e responsiva através de formulário de newsletter no seu site, blog, Facebook, etc.

 

Erro #4: Enviar e-mails com muita frequência

Isso irrita e você pode perder muitos de seus contatos se enviar e-mails várias vezes por dia. As pessoas vão cancelar a assinatura ou simplesmente vão parar de abrir seus e-mails deletando ou mandando eles para a lixeira.

Não importa se os seus assuntos são superinteressantes e chamativos, uma frequência em excesso causa desgosto e irritação – enfim, não é só você quem envia e-mails, certo?

Qual a Solução

A frequência ideal de envio de e-mail marketing é 3-4 vezes por semana. Isso se você realmente tem conteúdo de valor para enviar para os seus clientes ou parceiros em potencial. Não envie e-mails só para mostrar atividade, isso não pega bem.

LEIA TAMBÉM:  Como Fazer E-mail Marketing com Sucesso

 

Erro #5: Enviar somente e-mails comerciais

Lembra de inbound marketing que nós falamos em Erro #3? O e-mail marketing só funciona se está segmentado e personalizado.

A ideia é trazer valor para as vidas das pessoas. Ensine os seus contatos alguma coisa, compartilhe suas experiências, faça perguntas, enfim – desenvolva relacionamentos e estabeleça a sua marca pessoal.

Enviando somente e-mails com ofertas de produtos ou negócios não funciona. Ninguém vai comprar de você nem vai se juntar a sua equipe se não gosta ou não confia em você.

Os resultados vão chegar naturalmente quando você estabelece a sua autoridade e as pessoas começam a acreditar que você é o fornecedor ou parceiro certo para elas.

Qual a Solução

Oferecer conteúdo de qualidade gratuito – dicas, soluções, experiência, em 90% dos seus e-mails e faça ofertas em somente 10%.

 

Erro #6: Não responder e-mails

Esse é mais um erro grave. Eu pessoalmente não entendo porque alguém vai deixar de responder os e-mails que recebe como resultado de uma campanha de marketing, mas isso acontece com frequência.

Responder as perguntas ou as dúvidas dos seus clientes ou parceiros em potencial é essencial. Isso faz parte do processo para fortalecer a sua credibilidade e confirmar que você é a pessoa certa para fornecer um produto, serviço ou virar um parceiro.

Qual a Solução

Vá além de responder. Ofereça ajuda e conselho e trate as pessoas com exclusividade e respeito.

Esses são os 6 erros de e-mail marketing mais comuns e as suas soluções. E você? Qual a sua experiência de e-mail marketing? Conhece outros erros que as pessoas cometem? Comente abaixo ou compartilhe esse artigo com seus amigos se achou de valor!

 

email-marketing-brasil

 

 

image_pdfBaixar esse artigo em formato PDF

Ben Popov

Consultor de Marketing Digital e Marketing de Rede com mais de 15 anos de experiência. Fundador da AulaPlus - Marketing Digital e BlasterPhone Telecomunicações. Ben é "importado" da Bulgária e mora no Brasil desde 2000.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificar sobre
avatar
wpDiscuz